Agrupamento de Escolas Padre Bartolomeu de Gusmão

Escola Josefa de Óbidos

 

 

CONSULTE AQUI O HORÁRIO DAS TURMAS

 

CONSULTE AQUI O HORÁRIO DE ATENDIMENTO AOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO DOS DIRETORES DE TURMA

 

lista de manuais adotados para o ano letivo 2017/18

 

informação sobre os manuais escolares para os alunos subsidiados

 

Calendário Ano letivo 2017/18

 

consulte aqui o despacho n.º 5458-A/2017

 

 

 

 

 

Marcação de almoços e consulta de consumos em SIGE3. Antes de selecionar o ícone, consulte aqui o guia de acesso.

 

 

A avaliação e a assiduidade dos alunos à distância de um link

 

Está disponível no site do Agrupamento o acesso à plataforma Inovar, onde poderá encontrar os registos de avaliação e de assiduidade dos alunos da Escola Josefa de Óbidos. Antes de selecionar o ícone de entrada na plataforma, consulte aqui o guia de acesso.

 

agenda das nossas visitas de estudo

(consulte aqui)

 

 

 

Música na Escola

 

Vai decorrer no mês de Outubro a primeira ação do projeto promovido pelo Serviço de Música da Fundação Calouste Gulbenkian - Música na Escola. No âmbito desta primeira ação, as turmas do 5º e 6º anos receberão, na Biblioteca da Escola, duas visitas de grupos de músicos da Orquestra Gulbenkian.

 

Dias e Horas
10h

10h45m

11h45m

12h30m

9 de Outubro
6ºB
5ºB
6ºG
5ºC
10 de Outubro
6ºD
5ºF
6ºC
5ºD
11 de Outubro
6ºE
5ºG
6ºF
5ºE

16 de Outubro

6ºB
5ºB
6ºG
5ºC
17 de Outubro
6ºD
5ºF
6ºC
5ºD
18 de Outubro
6ºE
5ºG
6ºF
5ºE

 

1ª visita: Quinteto (R. Strauss - Till Eulenspiel, transcrição para quinteto) - Ana Beatriz Manzanilla (violino), Iva Barbosa (clarinete), Vera Dias (fagote), Gabriele Amarù (trompa) e Marine Triolet (contrabaixo);

2ª visita: Quarteto de cordas (Carnaval dos Animais; Pedro e o Lobo) - Maria Balbi e Maria José Laginha (violino), Christopher Hooley (Viola) e Raquel Reis (violoncelo);

3ª visita: Duo (Händel/Halvorsen - Passacaglia, em transcrição para duo) - Ana Beatriz Manzanilla (violino) e Jeremy Lake (violoncelo);

4ª visita: Quinteto de cordas (Dvorá k - Quinteto de cordas Op. 1, 77 ou 97 - confirmar com músicos) - Maria Balbi e Maria José Laginha (violino), Maya Kousnetzova (viola), Martin Henneken (violoncelo) e Maja Plüddemann (contrabaixo);

5ª visita: Quarteto de sopros/madeiras (J. Françaix) - Cristina Ánchel (flauta), Alice Caplow-Sparks (oboé), Iva Barbosa (clarinete) e Vera Dias (fagote).

 

 

 

 

As turmas B, D, E e F do 6.º ano vão participar no dia 13 de Outubro no Museu Nacional de Arte Antiga em ateliês sobre "Retrato a pastel de óleo", "Joalharia" e "Peddy Papper", inspirados em obras do acervo do museu.

 

 

Dia do Diploma

11 de Outubro, às 17h, no Ginásio 2

 

 

 

Alguns dos projetos realizados no ano letivo passado

 

Reinterpretar uma Obra de Arte

 

Pedro Oliveira, 9.ºD

 

TRABALHO REALIZADO PELOS ALUNOS DO 9.º ANO DE EDUCAÇÃO VISUAL

 

 

O PONTO, A LINHA E A TEXTURA NA DEFINIÇÃO DA FORMA

 

Trabalho realizado pelos alunos de Educação Visual do 8.º ano

 

 

Bárbara Reis, 8.ºB

 

consulte aqui o trabalho dos alunos

 

 

exposição no átrio do Museu da Escola

 

 

 

Beatriz Brajal (8A)

Harmonias cromáticas

e Rosácias Geométricas

Educação Visual e Oficina de Artes do 8.º ano

consulte aqui o trabalho dos alunos do 8.º ano

 

 

 

 

 

Foi publicado no n.º 670 da revista "Labores del hogar" uma notícia sobre o museu da nossa Escola. O Museu da Escola Josefa foi criado no ano em que a Escola Secundária Josefa de Óbidos comemorou o seu cinquentenário 2002. A sua abertura representou o culminar de um projeto antigo mostrar à população escolar e à comunidade as obras que se produziram na escola desde a sua fundação e o seu património artístico mais relevante pintura, desenho, cerâmica, bordados, tecidos, rendas, tapeçaria, mobiliário. O Museu foi encerrado em 2007 e o seu espaço foi circunscrito a um armazém e a uma vitrina que se encontra na entrada da Escola, na sequência das obras realizadas pela Parque Escolar (mais informação no site do museu).

 

 

 

Josefa de Óbidos

 

 

 

Josefa de Ayala e Cabrera é uma pintora barroca do século XVII, filha do pintor português Baltazar Figueira e da espanhola Catarina de Ayala Camacho Cabrera Romero. É o exemplo singular de uma mulher que, a partir dos ensinamentos do pai, se destacou numa forma de arte monopolizada pelos homens - a pintura. Possuidora de uma apurada técnica, reflectiu nas suas telas as experiências de luz e sombra e de pintura de naturezas mortas que foram desenvolvidas pelo barroco e deixou um património único de representação da doçaria e das artes portuguesas.

 

consulte aqui, na página do Museu da Escola, informação sobre a pintora portuguesa

 

 

 

Catálogo da exposição realizada no Museu Nacional de Arte Antiga em 1949, rubricado pela professora Clementina Moura, mulher do pintor Abel Manta, que se encontra no espólio da Biblioteca da Escola Josefa de Óbidos.

 

Copyright © 2014 by RV